Última Atualização
04/03/2007

Capril Serra de Andradas

Tradição e Progresso Genético em Cabras Saanen desde 1879

Home Acima

  

Acima

Instalações e Equipamentos de Ordenha


Nosso projeto foi concebido para ordenhar 180 cabras em duas ordenhas diárias de três horas cada, com dois operadores (um no fosso e outro na movimentação) e uma produção diária de 500 L.

A Sala de Ordenha é considerada o coração de uma operação leiteira. É onde é "colhido" o produto da atividade, um líquido branco de fundamental importância na nutrição humana, principalmente das crianças, e adequado à produção dos mais deliciosos derivados, o leite, mas cuja qualidade é diretamente influenciada pelas condições em que é obtido e conservado, duas vezes por dia durante 365 dias do ano, e é onde os úberes ficam mais expostos à mastite, devido à sua manipulação e proximidade do contato entre os animais.  É também onde se concentra a maior parte do investimento em equipamentos e onde está o m2 mais caro de todas as instalações.

Assim, além do aspecto econômico, analisado pela relação benefício:custo de cada alternativa disponível, foram considerados mais três aspectos:

  • Facilidade na movimentação dos animais e no trabalho dos operadores de uma forma geral - a localização da Sala em relação ao Galpão Principal, a existência de uma pré e uma pós ordenha, o tamanho das plataformas (altura do fundo do fosso aos animais, profundidade do fosso e largura da plataforma), a largura e posicionamento dos corredores e a movimentação dos portões, a ordenha canalizada e a utilização de um programador de limpeza foram alguns dos itens considerados;
  • Qualidade do leite - essa preocupação levou à opção pela Sala de Ordenha separada do Galpão Principal, a ordenha canalizada, a utilização de um tanque de expansão para o resfriamento do leite e a utilização de um programador de limpeza
  • Saúde dos úberes - evidencia-se pelas facilidades para higiene dos operadores e dos animais e pela opção por um pé direito alto (4,0 m) e a sala completamente aberta, o que permite uma excelente ventilação e a incidência do sol em toda a sala, o que favorece uma desinfecção de forma natural e um ambiente seco, pelo controle eletrônico da pulsação e pelos coletores e teteiras utilizados.

Assim, optou-se por um arranjo duplo seis paralelo, com ordenha canalizada, linha média de vácuo e de leite, com seis conjuntos (coletor e teteiras) de ordenha e seis medidores de leite, com controle eletrônico da pulsação e programador de limpeza.

Ela também pode ser utilizada com o sistema balde ao pé, o que é feito quando o volume de leite e o número de cabras a ser ordenhado é pequeno.


Planta baixa da Sala de Ordenha

Visão geral da sala de ordenha. Observar que ela é próxima ao Galpão Principal, à direita, mas completamente independente. Com um pé direito de 4,0 m e totalmente aberta, é bem ventilada e conta com a ação de um desinfetante extremamente eficiente sem custo: o sol, que incide em todo o seu interior

Visão geral da sala de ordenha, com a pré e a pós ordenha em primeiro plano e a sala de resfriamento ao fundo, à direita na foto.

Em uma vista um pouco mais aproximada, o bebedouro em primeiro plano, as duas plataformas de ordenha, o fosso e os equipamentos pendurados, prontos para o início da ordenha. No alto, a caixa d'água e o aquecedor.

Bomba de vácuo.

Manômetro, indicador do nível de vácuo. Para essa situação, 38 kpa

Controle da pulsação.

Pulsador eletrônico.

Pulsador mecânico, utilizado no sistema balde ao pé, da ordenha sanitária.

Coletor e teteiras.

Uma vista geral da sala de ordenha, onde se observa a tubulação central de vácuo (azul) e de leite (inox) e a bomba de leite ao fina (à direita)

Uma outra vista da sala de ordenha pronta para o início do trabalho.

Uma visão mais próxima da tubulação de vácuo e de leite, e a bomba de leite à direita.

Vista da "capela": tubulação de vácuo e do leite, sistemas de controle da ordenha, bomba de leite e aquecedor (na parte superior da foto). Ao fundo o tanque de expansão (à direita e embaixo na foto)

Vista mais próxima da bomba de leite com a tubulação de leite e de vácuo, com o programador de limpeza embaixo à esquerda.

A sala de ordenha em dia de controle leiteiro, com os medidores instalados.

Uma vista mais próxima dos medidores de leite prontos para o controle.

À esquerda o balde de inox para a ordenha sanitária.

Vista das contenções em uma das plataforma de ordenha.

Uma vista das cabras contidas, evidenciando uma divisória entre os animais, muito útil para minimizar atritos.

Os animais contidos, vistos por cima. Observar a adequação do comprimento da plataforma em relação ao tamanho das cabras.

Uma visão bem próxima do animal contido para a ordenha. Observar a divisória e o cocho de PVC com concentrado.

Suporte com os equipamentos para as soluções para pré (verde) e pós (azul) imersão, sem refluxo, e caneca de fundo preto. Para facilitar as operações, existem quatro, um em cada canto e em cada plataforma.

Observar a adequação da altura da plataforma em relação à altura do operador, e a adequação do tamanho da plataforma ao tamanho dos animais, evidenciada pelo seu posicionamento em relação ao ordenhador.

Uma cabra já sendo ordenhada. Observar na parte superior a barra onde são apoiadas as borrachas de leite (clara) e de vácuo (preta) para suporte do coletor suspenso. Na parte de baixo, os suportes para as teteiras do sistema de limpeza.

Um lote de animais em ordenha. Na parte superior a barra onde são apoiados os coletores e na parte de baixo o sistema de limpeza. À esquerda na foto, as cabras na pré-ordenha.

Uma outra vista de um lote completo de cabras em ordenha, com os coletores suspensos.

Utilizando o sistema balde ao pé, com controle eletrônico da pulsação fixo na linha de vácuo e dois coletores com as respectivas teteiras.

Sala de ordenha completa, com a ordenha balde ao pé.

Sistema de limpeza, com o suporte para as teteiras (azul, à esquerda), a tubulação, e o programador de limpeza (azul escuro, na parte superior). No centro, o sistema de limpeza manual da ordenha sanitária ou da balde ao pé.

Vista mais próxima do programador de limpeza, que controla os processos de pré-enxague, lavagem e enxague.

Tanque de expansão, latão de leite e resfriador de imersão, à direita, fora de uso atualmente.


Voltar ao início

Última Atualização: 04/03/2007

Envie mensagem a silvio@capritec.com.br com perguntas ou comentários sobre este site da Web.
Copyright © 2006 Capril Serra de Andradas
Última modificação: 04 March, 2007